Sem categoria

Transmitindo o jogo entre Santa Cruz e Vitória pelo campeonato Pernambucano 2020, acompanhe pelo Radios Net, pelo aplicativo  da Cristo RedentorFM , pela nossa pagina www.cristoredentorfm.com.br ou pelo rádio sintonizando 87,9. Mais um show de transmissão com a equipe da RCE FM Net.

Publicado: terça-feira,21 de janeiro de 2020, às 22:03
Por: Alexandre Ricardo

O TIME – Apesar do curto tempo de descanso e da estreia na Copa do Nordeste bater na porta, contra o Bahia, o técnico Itamar Schulle ganhou o aceno positivo da comissão técnica e repetiu a escalação da estreia. Sem poder contar com Fabiano, que só foi regularizado nesta terça-feira(21), o treinador manteve Feliphe Gabriel na lateral-esquerda. O Santa Cruz entrou em campo com Maycon Cleiton; Júnior, Danny Morais, William Alves e Feliphe Gabriel; Bileu, Paulinho e Jeremias; Augusto Potiguar, Patrick Nonato e Pipico.

O JOGO – Saindo atrás do placar, o Santa Cruz manteve a organização ao ser persistente no Estádio dos Aflitos, enfrentando o novato Retrô Futebol Clube, vice-campeão da Série A2 do Pernambucano de 2019. De virada, com dois gols na etapa final, a Cobra Coral somou mais três pontos e mantém os 100% de aproveitamento no Estadual de 2020.

Os primeiros minutos da partida foram movimentados, com ambas as equipes apostando nos seus homens de velocidade para chegar ao ataque. Logo aos cinco minutos, Patrick Nonato entrou na área e chutou rasteiro, exigindo boa defesa de Jean. Em seguida, foi a vez de Willian Lira arrancar em velocidade pela esquerda, passando por Danny Morais e mandar na pequena área, mas Maycon Cleiton apareceu de maneira providencial.

Depois do gol marcado pelo adversário, o Mais Querido teve maior posse de bola, mas encontrou dificuldade para entrar na defesa do time mandante. O melhor momento aconteceu por volta dos 33 minutos, quando Jeremias cobrou a falta e Patrick Nonato tocou de cabeça no canto, mas Jean apareceu novamente para evitar o gol tricolor.

O cenário se repetiu no início do segundo tempo, com o Retrô tentando manter o resultado e o Santa Cruz ocupando o campo de ataque, em busca do empate. Construindo a virada num curto espaço do tempo, o Santa Cruz foi dando sinais de desgaste com o passar do tempo. Principalmente por realizar as três trocas com apenas 25 minutos, os jogadores se desdobraram para reduzir o ímpeto do Retrô.

Foi a partir daí que o goleiro Maycon Cleiton surgiu como um dos principais nomes da partida, realizando defesas providenciais. Uma delas, quando o relógio marcava 32 minutos. Tiago Costa apareceu na esquerda, sozinho com o arqueiro tricolor, e chutou forte. O camisa 1 saiu com coragem e realizou a defesa com o rosto. Nos acréscimos, o zagueiro Marlon aproveitou falha de Danny Morais para chutar dentro da área, mas novamente Maycon Cleiton abafou a jogada e garantiu os três pontos.

GOLS – Com onze minutos de bola rolando, o Retrô inaugurou o placar através da bola parada. Após cobrança de falta no lado direito, Marlon desviou e Jaildo empurrou para o fundo das redes, em posição duvidosa devido ao primeiro toque. O empate coral veio na mesma moeda, somente aos dez minutos do segundo tempo. Jeremias cobrou escanteio da direita e Danny Morais subiu mais que todo mundo, cabeceando no canto direito de Jean. Cerca de dez minutos depois, o Mais Querido chegou à virada com Mayco Félix, que aproveitou cruzamento de Paulinho e improvisou um toque de letra, marcando um belo gol.

MODIFICAÇÕES – O Santa Cruz realizou a primeira troca já durante o intervalo, com Mayco Félix iniciando o segundo tempo, na vaga de Patrick Nonato. Por volta dos 21 minutos, logo após do segundo gol, Itamar Schulle mexeu na lateral-esquerda, sacando Feliphe Gabriel e acionando Toty. Pouco tempo depois, Paulinho sentiu um desconforto, chegou a ser atendido pelo departamento médico, mas teve que ser retirado. Ítalo Henrique foi o escolhido para a cabeça de área.

Foto: Rafael Melo/Santa Cruz

Informações do Coral Net

 

Segundo o IBGE, são consideradas pessoas em situação de extrema pobreza aquelas que têm renda mensal inferior a R$ 145

Mais de 10% da população pernambucana vive em extrema pobreza segundo a Síntese de Indicadores Sociais (SIS) divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira (6). De acordo com a SIS, são consideradas pessoas em situação de extrema pobreza aquelas que têm renda mensal inferior a R$ 145.

 

O estudo revelou ainda que cerca de 40% dos pernambucanos vivem abaixo da linha da pobreza. Segundo o IBGE, essas pessoas têm renda mensal per capta entre R$ 145 e R$ 420.

Extrema pobreza no Brasil

No Brasil, o índice de extrema pobreza apresentou piora nos últimos quatro anos. Ao todo, 13,5 milhões de pessoas no Brasil viviam em 2018 com até R$ 145 por mês, o que corresponde a 6,5% da população, após a mínima de 4,5% em 2014.

O IBGE destaca que no Brasil há mais pessoas em situação de pobreza extrema do que toda a população de países como Bolívia, Bélgica, Grécia e Portugal. Desse total, 72,7% são pretas ou pardas. (Via: Jc Online)

Blog: O Povo com a Notícia

Um funcionário da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe), morreu depois de levar um choque na Vila Três Vaqueiros, em Araripina, no Sertão de Pernambuco. O incidente aconteceu na manhã deste sábado (15). O eletricista recebeu a descarga elétrica de um poste do local.Segundo as primeiras informações, a vítima de prenome Alex, trabalhava com linha viva e residia em Araripina. No local ainda foi realizado um procedimento médico na tentativa de reanima-lo mas ele não resistiu e veio a óbito.O corpo deve ser levado para o Instituto de Medicina Legal (IML), de Petrolina, no Sertão do São Francisco. A Celpe deve divulgar uma nota nas próximas horas sobre o incidente e também apurar as causas. Por Roberto Gonçalves

Site:Guia Pernambuco

A viola está chorando e a música sertaneja está de luto. Morreu na madrugada desta sexta-feira (18), o cantor José Marciano, grande nome do ritmo. Marciano tinha 67 anos e foi vítima de um infarto por volta da 1h quando dormia na casa onde morava, em São Caetano, São Paulo. A informação foi confirmada nas redes sociais do artista.

“É com imenso pesar que, em nota, confirmamos o falecimento do cantor Marciano, o Inimitável. Em breve, divulgaremos mais informações. Nesse momento, agradecemos o carinho de todos e pedimos orações à família”, diz a nota.

Marciano se tornou famoso pela parceria com João Mineiro, com quem dividiu os palcos desde os 16 anos. A dupla começou a se destacar no cenário sertanejo na década de 1970. Marciano ficou conhecido como “o inimitável”, pela sua interpretação de canções como “Paredes Azuis” e “Ainda Ontem Chorei De Saudade”. Após a morte de João Mineiro em 2012, Marciano fez dupla em 2016 com Milionário (que perdeu o parceiro José Rico em 2015) e gravou um DVD com o novo companheiro.