Monthly Archives: novembro 2018

Uma criança de oito anos foi morta com um tiro de espingarda nesta segunda-feira (12) durante uma briga entre os pais na zona rural do município de Ibateguara, na região da Zona da Mata de Alagoas.

De acordo com o segundo Batalhão da Polícia Militar (BPM), no momento da discussão, o pai da criança pegou a arma para atirar contra a mulher, quando a criança entrou na frente da mãe para tentar defendê-la.

A polícia faz buscas pelo pai da criança, que fugiu do local.

Alyson correu até a casa do pai e tentou arrombar a porta. Nesse momento, o pai atirou de dentro da casa contra o filho achando que se tratava de um assalto. Alyson Azevedo foi baleado no peito, chegou a ser levado para o Hospital de Picuí, mas não resistiu e morreu.

A fumaça que saía da casa e chamou a atenção dos vizinhos era de uma panela que estava no fogão. O pai, Adilson Azevedo, vai prestar depoimento à polícia nesta terça-feira (13) sobre o caso.

Alyson Azevedo foi eleito prefeito da cidade de Baraúna em 2008, pelo MDB, enquanto seu pai, Adilson Azevedo, foi o candidato eleito das Eleições 2000, pelo mesmo partido, na época ainda PMDB.

Parlamentares redirecionaram 50% dos recursos da comercialização do pré-sal para a expansão de gasodutos. Proposta ainda precisa passar pela Câmara
Por Estadão Conteúdo

O Senado cortou pela metade uma das fontes de recursos do Fundo Social do Pré-Sal, destinado a investimentos em saúde e educação. Por meio de um projeto de lei, os senadores destinaram 50% dos recursos vindos da comercialização do petróleo do pré-sal, que iriam integralmente para o Fundo Social, para outro fundo, o Brasduto, voltado para expansão de gasodutos e para o fundo de participação de Estados e municípios. A proposta ainda precisa passar pela Câmara.

O Brasduto contará com 20% dos recursos da comercialização do petróleo do pré-sal. Outros 30% serão destinados aos fundos de participação de Estados e Municípios. O fundo dos gasodutos ainda poderá contar com recursos do Orçamento.


Michel Temer e Jair Bolsonaro se encontraram nesta quarta-feira – Foto: Wilson Dias/ Agência Brasil

Segundo o presidente eleito Jair Bolsonaro, “muita coisa” do governo Michel Temer vai ser mantida em sua gestão

Da Agência Brasil

Após a reunião que formalizou o governo de transição, o presidente eleito, Jair Bolsonaro, disse nesta quarta-feira (7) que “muita coisa” da gestão Michel Temer vai ser mantida, sem citar detalhes. Ele afirmou que “não se pode furtar” do conhecimento de quem passou pela Presidência da República. Bolsonaro agradeceu o encontro e disse que conta com a experiência de Temer para ajudá-lo.

“Se preciso for voltaremos a pedir que ele nos atenda. Porque tem muita coisa que continuará. O Brasil não pode se furtar do conhecimento daqueles que passaram pela presidência”, disse Bolsonaro, que concedeu entrevista ao lado de Temer, no Palácio do Planalto.

Foi o primeiro encontro entre o presidente eleito e o atual, desde a vitória de Bolsonaro, no último dia 28. Da mesma forma, é a primeira vez que ele vem a Brasília desde a eleição. No encontro, Temer entregou simbolicamente a chave do gabinete de transição, que funcionará no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB).

Unidade

Após as declarações de Bolsonaro, Temer ressaltou que está à disposição do presidente eleito para o que ele e sua equipe necessitarem. O presidente da República afirmou que o momento é de unidade. “Vamos todos juntos”.

O presidente afirmou ainda que, se houver projetos de interesse do governo eleito em tramitação no Congresso Nacional, podem ser especificados para que ele e sua equipe tentem, assim, negociar sua prioridade nas votações.

Temer convidou Bolsonaro para que o acompanhe em viagens ao exterior, como a próxima Cúpula do G20 (grupo que reúne as 20 maiores economias do mundo) será em Buenos Aires, na Argentina, de 30 de novembro a 1º de janeiro, e contará com a presença do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Presente

Durante a reunião, Temer deu um livro de presente para Bolsonaro. Nele, há uma compilação dos projetos realizados do seu governo, em seis eixos: Social e Cidadania, Econômico, Infraestrutura, Brasil e o Mundo, Segurança e Defesa Nacional e Ações Regionais. A publicação começa com a frase “O Brasil é hoje um país completamente diferente de dois anos e seis meses atrás”.

Segundo Temer, durante a reunião no Planalto, foi transmitido a Bolsonaro um balanço das ações do governo nos últimos dois anos e meio e o que está programado. O presidente destacou que o programa vai ser “apreciado” pelo sucessor para analisar se deve ser mantido.

Em sua agenda na capital federal, Bolsonaro também conheceu as instalações do CCBB. A visita ocorreu na manhã de hoje. Ele chegou de carro ao local e um helicóptero militar acompanhou o comboio no trajeto.

Via Cafezinho
Até mesmo o profundamente antipetista Antonio Fernando de Souza, o procurador-geral que atuou no mensalão de forma muito agressiva, chancelando toda aquela farsa da Ação Penal 470, defendeu o presidente Lula diante de Sergio Moro e procuradores de Curitiba, explicando que Lula fortaleceu o ministério público, a polícia federal, e rompeu com a prática de nomear pessoas do próprio partido ou de “confiança” para cargos de primeiro e segundo escalão.

Com Souza e Claudio Fonteles, que também defendeu Lula, já são 67 testemunhas que não apenas não apresentaram nenhuma prova contra Lula, como o defenderam.

E a mídia, mesmo assim, fica antecipando a condenação de Lula por Sergio Moro. Afinal, não importam provas. Apenas convicções, certo?

***

No jornal GGN

Procurador do mensalão nega ilícitos de Lula a Moro

Jornal GGN – Em novos depoimentos prestados ao juiz Sérgio Moro, na 13ª Vara Federal Criminal de Curitiba, os antecessores de Rodrigo Janot e ex-procuradores da República, Cláudio Fonteles e Antônio Fernando de Souza, afirmaram que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva rompeu práticas de governos anteriores, de nomear pessoas de confiança do governo para funções públicas e cargos de primeiro e segundo escalão.

Fonteles atuou no Ministério Público Federal (MPF) de 2003 a 2005, e Souza de 2005 a 2009. Ambos foram os primeiros colocados de uma lista tríplice votada pelos próprios procuradores, iniciada com o governo Lula, o que concedeu à corporação caráter de maior autonomia e independência.

Prestando depoimento nos processos que colocam Lula como réu do chamado triplex do Guarujá, que sustenta o suposto benefício do ex-presidente com obras de empreiteira, como favorecimento por esquema de corrupção, os procuradores enfatizaram que Lula, ao contrário das supostas benesses, fortaleceu os órgãos de investigação, sobretudo relacionados ao combate da corrupção e, inclusive, o Ministério Público, possibilitando-o a atuar a entidade nas atuais investigações.

Num dos desdobramentos da denúncia dos procuradores da República, eles sustentaram que o ex-presidente e seu grupo político foram os responsáveis por manter as supostas práticas ilícitas deflagradas na ação penal 470, o chamado “mensalão”, levando-as para a Petrobras.

Nessa linha, os advogados do ex-presidente convidaram o procurador Antônio Fernando, que foi o responsável por oferecer a denúncia do mensalão. O procurador disse que Lula não teve qualquer envolvimento nos fatos apurados à época e que, por isso, sequer foi incluído nas investigações.

Ressaltou, ainda, que “denunciar Lula seria um ato político”, uma vez que não era possível comprovar qualquer ilícito supostamente praticado pelo ex-presidente, como sustentam os procuradores da Lava Jato e os delegados da Polícia Federal.

Fernando defendeu que a denúncia deve ser decorrente de elementos probatórios que a sustentam e não podem ser estimuladas por atos voluntários de acusadores. Até o momento, já somam 67 testemunhas ouvidas contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Para o advogado Cristiano Zanin Martins, do total de depoimentos, nenhum confirmou a tese da Lava Jato ou apresentou “nenhuma prova contra o ex-presidente”.

De acordo com informações apuradas e divulgadas pelos sites Jota.info e tecmundo.com.br hackers invadiram o sistema GEDAI-UE da urna eletrônica e teve o código do sistema de carga do software vazado durante a semana anterior ao segundo turno das eleições presidenciáveis, que ocorreu no dia 28 de outubro.

De acordo com as fontes citadas, além do vazamento não autorizado, hackers alegaram que tiveram sucesso ao entrar na intranet do TSE e obter informações privilegiadas e confidenciais, como troca de emails, envio de senhas para juízes, credenciais de acesso etc.

Como os sites tiveram acesso a informação

O hacker responsavel pela invasão entrou em contato com o Site Tecmundo por mensagem relatando o que tinha feito e quais foram suas  ‘conquistas’.

Trecho da mensagem:

“Tive acesso à rede interna (intranet) e, por vários meses, fiquei explorando a rede, inclusive entrando em diversas máquinas diferentes do TSE, em busca de compreender o funcionamento dos sistemas de votação”, escreveu a fonte. “Com isso, obtive milhares de códigos-fontes, documentos sigilosos e até mesmo credenciais, sendo login de um ministro substituto do TSE (Sérgio Banhos) e diversos técnicos, alguns sendo ligados à alta cúpula de TI do TSE, ligado ao pai das urnas (Giuseppe Janino)”.

O site também ouviu  pessoas influentes na área de tecnologia para mensurar  os fatos, e alguns deles alertaram para o eminente risco ao sistema de votação das urnas, por não possuir nem um  tipo de registro físico do voto.

Quase todo mundo já ouviu falar sobre a trágica história do navio “inafundável” que colidiu com um iceberg. E muitas pessoas também viram o filme de 1997 de James Cameron, baseado neste evento.

Mas, na verdade, muito poucas pessoas viram como o real Titanic realmente era, tanto depois de sua construção no início dos anos 1900, quanto depois que seus destroços foram descobertos em 1985. Continue reading

O manequim Starman e o Tesla Roadster da SpaceX já viajaram além de Marte. A SpaceX compartilhou um diagrama do carro que já foi dirigido por Elon Musk, indicando que ele agora passou do Planeta Vermelho.

• Se desse para trazer o Tesla do Elon Musk de volta do espaço, ele ainda funcionaria?

Compartilhando a posição atual do Starman em um diagrama no Twitter, a SpaceX fez referência à série O Guia do Mochileiro das Galáxias, de Douglas Adams, adorada por Musk (o “restaurante no fim do universo” se refere ao segundo livro da série). O painel do Roadster também tem uma referência ao Guia do Mochileiro das Galáxias, como apontado pelo Space.com: as palavras “Don’t Panic” no painel também apareceram em uma capa do romance.

(“Localização atual do Starman. Próxima parada, o restaurante no fim do universo.”)

A SpaceX lançou o Tesla Roadster e seu passageiro inanimado ao espaço como carga do lançamento inaugural do foguete Falcon Heavy, em fevereiro deste ano, um feito que foi visto por muitos como um golpe de publicidade de Musk.

“A carga será o meu Tesla Roadster tocando Space Oddity”, tuitou Musk em dezembro, antes do lançamento. “O destino é a órbita de Marte. Ele estará no espaço por um bilhão de anos, mais ou menos, se não explodir na subida.”

O antigo carro de Musk não é a única coisa que ele pretende lançar no espaço. Em outubro, o CEO tuitou que donos de carros Tesla poderiam indicar um amigo a comprar um carro da fabricante e “ter a imagem que quiserem gravada em vidro com laser e enviada ao espaço por milhões de anos” (Musk depois acrescentou que não existe restrição ao tipo de imagem que pode ser enviada, o que certamente fará aparecer algumas preciosidades).

O Roadster passou de Marte cerca de nove meses depois do lançamento inicial, mas não ficará lá. Segundo o Space.com:

O Roadster e o Starman chegarão a algumas centenas de milhares de quilômetros do nosso planeta em 2091, de acordo com um estudo de modelagem de órbita. Os autores desse estudo determinaram que o carro irá colidir com Vênus ou com a Terra, provavelmente dentro das próximas dezenas de milhões de anos. Eles dão ao carro espacial uma chance de 6% de atingir a Terra no próximo um milhão de anos e uma chance de 2,5% de atingir Vênus neste mesmo período.

Considerando que, basicamente, não existe chance alguma de que essa coisa possa ser dirigida novamente, está tudo bem.

Siga o Gizmodo Brasil no Instagram

Imagem do topo: SpaceX

______________________________________

Galeria de Fotos: Melhores destinos para amantes do espaço